2017: ajustando o foco

Quando Galileu Galilei utilizou a invenção holandesa para observar os céus, viu algo que lhe causara surpresa, mas que confirmara suas mais interessantes intuições. O telescópio do século XVII foi realmente uma tecnologia fabulosa que nos períodos posteriores permitiu ao homem conhecer muito mais sobre o seu lugar no cosmos e o funcionamento do espaço. Foi necessário um exercício – no caso científico – de ajustar as lentes para observar aquilo que interessava ao espírito humano.

Pois entramos em 2017 com um duplo desafio: temos que observar o macro e o micro em todas as suas complexidades e detalhamentos.

Com relação ao macro, referimo-nos ao movimento político do governo federal e às reformas nacionais propostas pelo governo Temer. Durante o segundo semestre de 2016 coube ao ora mandatário blindar a si, seus ministros e secretários para não sofrerem também a queda que fez tombar sua outrora parceira de chapa eleitoral e acólitos. Com uma política pragmática típica de um nunca morto centrão, acalmou as bases e abaixou a temperatura da fervura. Se decepou algumas cabeças em prol da imagem de moralidade, afagou pelo caminho alguns cocurutos levados em benefício da governabilidade política.

Nesse cenário é que se avizinham as reformas previdenciária, trabalhista e, quem sabe, fiscal. Com o declarado intuito de retirar o país da recessão, sua equipe econômica busca uma posição de austeridade fiscal com corte de gastos públicos e presença constante na mídia do outrora Deputado Federal pelo PSDB, virtual candidato ao posto de Temer na vice-presidência de Dilma e especulado candidato à presidência em 2018, Henrique Meirelles. Já tendo encampado uma das reformas constitucionais mais controversas (a do teto dos gastos públicos), avizinham-se novidades no plano jurídico-econômico para o biênio 2017/2018 que precisarão de olhar agudo.

Ademais, com o prestidigitado surto de violência nos presídios brasileiros, novos desafios no plano nacional da segurança pública aguardarão do chamado governo de transição (a projetada ‘ponte para o futuro’) algum tipo de ação.

Mas a mão que ajusta o foco para o macro deve também atentar para o micro.

Iniciam-se em 2017 os mandatos dos mais de 5.000 prefeitos e com eles todos os desafios dos Municípios – esses entes ditos federados (embora a Constituição não se refira a eles de tal forma) que ganharam autonomia político-financeira-organizacional em 1988. A conhecida frase de que não se mora na União, nem nos Estados, mas nos Municípios nunca esteve mais em voga. A vitória de duas candidaturas que buscaram supostamente negar a política (Dória, em São Paulo e Crivella, no Rio) ganharam os meios de comunicação e fizeram com que um movimento de desinteresse pelo mundo político subisse à cabeça do homem médio brasileiro. Se trata-se de uma falácia ou não (vez que negar a política pode ser considerada uma atitude política), interessa ponderar que a comunicação entre partidos e cidadão tem se tornado gasta.

E para colocar mais água no feijão, não podemos deixar de compor tais desafios com a crise financeira dos Estados, cuja decretação de falência parece mais com uma estrutura de castelos de cartas interligados, fazendo com que  questionemos sobre quais serão as próximas partes a cair. Os Municípios recebem os efeitos deletérios diretos das crises estaduais e a integração regional por meio de parcerias públicas (que são muitas) sofrem colapsos constantes.

Observar, portanto, tal processo no nível municipal é essencial para compreender o Brasil da Constituição de 1988 em 2017. Tal como Galileu observou o detalhe das luas de Júpiter para fazer coro com toda a teoria cosmológica de Copérnico, devemos observar os atos dos alcaides municipais e das Câmaras de Vereadores para buscar uma compreensão crítica da situação brasileira.

Esses nos parecem alguns dos desafios visíveis para 2017. Esperamos permanecer atentos para oferecer ao leitor notas de qualidade crítica que possibilitem tal olhar.

É o que desejamos para o ano que se inicia.

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baltimore Ravens Womens Jersey